domingo, 22 de março de 2015

OBAMA APAVORADO ANTE O PERIGO BOLIVARIANO




Fontes bem ou mal informadas afirmam que o presidente dos que usam os outros, Barack Obama, está escondido, junto com sua família, em um bunker em lugar desconhecido, mas supostamente dentro dos Estados Unidos, talvez em um gigantesco iglu subterrâneo no Alasca, refúgio considerado dos mais seguros, aterrorizado pelo que considera um iminente e devastador ataque da Venezuela aos Estados Unidos.

   Obama, Prêmio Nobel da Paz, é considerado o terrorista do século depois que promoveu golpes de estado e invasões em países como Honduras, Paraguai, Ucrânia, Macedônia, Egito, Qatar, Síria, Líbia, Tunísia, Marrocos, Iraque, Mali, República Centro-Africana, e, não satisfeito, ainda está planejando novos golpes na Argentina, Brasil, Equador, Bolívia e Rússia. Não se sabe se é por isso que está escondido, mas o certo é o seu pavor com a reação da Venezuela, ameaçada por um golpe de estado, e declarou aquele país “uma ameaça contra a segurança nacional”.

   Ato-contínuo fugiu. Escondeu-se, tomou chá de sumiço, partiu para lugar incerto e não sabido ou sabido apenas por seus pajens, esquivou-se dissimuladamente, ausentou-se por tempo indeterminado, retirou-se indignamente, abandonou o desnorteado povo zumbi que governava, deu no pé, escafedeu-se, desertou – gritou “Fui!” e foi.

   No seu lugar foi colocado um robô, um andróide, um soldado universal, mistura de Homem Aranha com Batman e Super-Homem, fabricado para ocasiões como esta, em que potências extremamente perigosas, como Venezuela, Bolívia, Equador, Uruguai, quiçá o Brasil, ameaçam a segurança nacional dos Estados Unidos.

   O andróide é extremamente semelhante a Barack Obama, e sua programação é quase perfeita, exceto o fato de não ter sido corrigido ainda um defeito atribuído ao insidioso vírus Mujica, que faz com que determinadas palavras, quando proferidas sejam ouvidas no seu significado inverso. Assim, o robô Barack, que tenta imitar o presidente dos USA, que, todos sabem, é uma pessoa boa, cordata e sincera, quando diz que quer a paz no mundo, a palavra ouvida é “Guerra”, e quando afirma que ama a vida, ouve-se “Quero matar!”

   Esse vírus, no entanto, já está sendo removido pelo antivírus NSA de última geração, que faz uma varredura completa do sistema eliminando tudo o que considera pernicioso, com a sua poderosa nuvem quântica de esbirros criados em secretos e desinfetados laboratórios.

  No entanto, o brioso e impávido povo estadunidense, ao saber que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que iria a um evento nos Estados Unidos, provavelmente com intenções terroristas, já está abrindo trincheiras em todas as principais cidades, estocando água e alimentos e preparando-se para dias terríveis durante a guerra contra a Venezuela.

    O medo não se restringe à provável e ameaçadora presença de Maduro em solo norte-americano, acompanhado por um grupo de alarmantes diplomatas dispostos a tudo, inclusive assaltar e tomar Washington, mas às idéias de Simon Bolívar que os venezuelanos poderão disseminar entre a população norte-americana. Bolívar, segundo informes da famosa Companhia de Insurgência Absolutista (CIA) teria subversivos ideais, tais como: nações livres e independentes, tanto política como economicamente – e isso não é aceitável para os Estados Unidos, que sempre defenderam a dependência das demais nações às ordens norte-americanas.

    De qualquer maneira, o terror está instalado nos Estados Unidos. Todos temem todos e tudo, e espera-se para qualquer momento um maquiavélico e apavorante ataque bolivariano. Ninguém está seguro nas ruas e a taxa de criminalidade aumentou significativamente – embora muitos afirmem que isso é devido ao período de troca de estações, às más colheitas, iminente colapso do dólar ou à fabricação em série de assassinos.

    O replicante de Barack Obama não diz coisa com coisa e, quando diz, todos entendem o contrário. O país está entregue às especulações, principalmente na Bolsa, que sobe e desce diariamente e há quem afirme que Obama (o legítimo) fez muito bem em retirar-se para um lugar ignoto, aturdido pelo medo e pelos incessantes boatos que pretendem que a Venezuela invadirá os Estados Unidos em questão de horas. Aguardam-se os acontecimentos.

2 comentários:

  1. Penso como Obama recebeu o Prêmio Nobel da Paz? Absurdo! Parabéns pela matéria, Blogueiro!

    ResponderExcluir

Faça o seu comentário aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...